Centro de Apoio à Pessoa em Luto

sábado, 20 de junho de 2009

Tenho tantas saudades tuas meu amor......



Tenho tantas saudades tuas meu amor, que os meus olhos enchem-se do mais puro que há em mim. São saudades que evadem todo o meu ser e faz com que eu me sinta preenchido por este sentimento verdadeiramente grandioso que é a saudade.

Tenho tantas saudades tuas meu amor, das histórias que tivemos, dos muitos momentos significativos que passamos, das músicas que escolhemos para nós, das piádas privadas que tinhamos e que só nós entendiamos, de tudo o que construimos e do muito que projectamos.

Tenho tantas saudaades tuas meu amor, e dos sítios de onde privávamos, de estarmos perto do mar a olha-lo e a namorar, de passear na praia e sorrir para as ondas num momento de cumplicidade ímpar, de andarmos só por andar para termos uma desculpa para estarmos juntos, de comtemplar o pôr-do-sol e fundirmo-nos num só nesse momento tão mágico que é a hora do crepúsculo.

Tenho mesmo tantas saudades tuas ... do teu olhar, das tuas caricias, do teu beijo cumplici de amante, do teu abraço de conforto de amigo, da tua palavra sincera de honestidade, dos silêncios acompanhados que tivemos, enfim de ti e da pessoa que eu era quando estava contigo.

Tenho tantas saudades tuas que tenho de te pedir ajuda neste momento tão dificil da minha vida. Sabes meu amor com todas estas saudades que tenho de ti, perdi-me de mim.....já não sei o que sou nem para onde vou nem muito menos o que quero.....com estas saudades tuas que me evadem e tomaram conta do meu ser, deixei de me conseguir construir e estou a despedaçar-me lentamente dia-após dia....

Estas saudades que tenho de ti, não me fazem sorrir, mas sim chorar, estas saudades que tenho de ti não me fazem viver, mas sim morrer diariamente, estas saudades que tenho de ti, não me fazem construir mas sim desconstruir-me, estas saudades que tenho de ti, nao me fazem feliz, mas sim fazem-me sofrer muito e muito mais por nao conseguir viver.

Por isso meu amor venho dizer-te que tenho de parar de ter estas saudades assim, para as transformar em saudades que me façam sorrir, sonhar, projectar-me positivamente, e enfim voltar a viver e a encontrar-me existencialmente.

Vou fazer isso porque sei que me amas-te e ainda me amas estejas onde estiveres, e que a última coisa que irias querer é que eu me destruisse, por isso, por mim e porque a vida é um milagre, vou ter forças para aprender a transformar as saudades que me fazem sofrer, numas saudades em que me façam sorrir e voltar a amar.

Eu sei que ficarás muito feliz com esta minha decisão, sempre decidimos tudo em conjunto, por isso meu amor quero te dizer do fundo do meu coração e com os meus olhos com muitas lágrimas presas, que gostaria muito de ter a tua ajuda nesta minha decisão.....

Amo-te muito meu amor e muito mais te continuarei a amar, mas sem sofrer pois perciso de viver.
Irei ter sempre saudades tuas meu amor, mas apartir de hoje vou transformá-las em algo que me fará acompanhar o meu caminho existencial e não no fardo pesado de lágrimas que até hoje estas saudades que sinto por ti tem sido.

Nos tivemos a felicidade de nos termos um ao outro, de nos amarmos genuinamente no nosso tempo, de sonharmos e vivermos o nosso sonho e por isso tenho saudades, mas ainda bem que as tenho; pois se não as tivesse é porque não tinhamos tido a sorte de nos amarmos.

Sabes meu amor, ainda bem que tenho saudades das coisas que tive a felicidade de viver contigo, por isso aquilo que sofremos não é um fardo que me vai matar, mas uma esperança que me fará viver.

Tenho tantas saudades tuas meu amor e amo-te tanto....obrigado por compreenderes e por me ajudares a transformar as minhas saudades.

Amo-te !

2 comentários:

Ana Diogo disse...

As saudades doem... magoa-nos faz nos querer rasgar o presente para chegar ao passado, mas quando entendemos que não podemosm entendemos tambem q a saudade é o fio que nos liga ao passado e nos vas lembrar das pessoas que amamos e partiram... Beijo grande amigo...

estrela disse...

È doloroso quando alguem nos deixa e continuamos a viver como se essa pessoa ainda fizesse parte do nosso dia-a dia, a maior parte dos meus dias ainda acredito que o meu marido está comigo, ainda sinto a presença dele e nossa casa, ainda pego no telefone para lhe ligar quando algo acontece, ainda consigo visualizá-lo na rua e corro atrás da pessoa convencida que talvez... Gostaria de acreditar que chegará o dia em que me lembrarei dele com saudade mas sem chorar.Ver que estes sentimentos são normais, que outras pessoas sentem igual, faz-nos parecer menos"doidos".Foi muito bom entrar nesta pagina e ler tudo aquilo que têm escrito, leva-me a acredita que tambem eu um dia vou ser capaz.